Blog - Ideias do seu jeito
Como escolher o guarda-roupa ideal?
30 Abr

Como escolher o guarda-roupa ideal?

Escolher o guarda-roupa ideal pode ser um processo simples e fácil de fazer, mesmo que a ideia gere um pouco de nervosismo antes da compra. 

Como existem diversos modelos e cada um seja ideal para um tipo de quarto, necessidade e gosto pessoal, é comum que a escolha seja direcionada apenas pelas primeiras impressões ou “encanto” com o produto ao encontrá-lo na loja, porém, esse impulso é, muitas vezes, um risco, impedindo de focar em outras características do produto que vão além de seu design.

Para conseguir equilibrar o modelo com sua funcionalidade, design e qualidade, há algumas dicas que podem ser seguidas para ajudar na escolha, chegando em uma decisão ideal. Confira essas informações e não erre na hora de comprar!

1- Meça o local e tente visualizar o móvel

Imagine escolher um guarda-roupa lindo, que combina com o ambiente e com seu gosto pessoal e, na hora de montar, perceber que ele toma grande parte do cômodo ou, ainda, ocupa partes que dificulta a movimentação no quarto.

Para evitar essa frustração, uma das etapas iniciais na busca pelo móvel perfeito é entender quais as medidas ideais e qual o local em que o guarda-roupa deve permanecer. Dessa forma, além do melhor encaixe com o quarto, fica mais fácil encontrar quando se sabe o que está procurando, não é mesmo?

Tire as medidas do seu quarto, antes de escolher o seu novo guarda-roupaUma dica na hora de medir o local de fixação, é seguir as etapas:

  • Utilizar uma trena para marcar a largura, comprimento e altura que, no quarto, seriam interessantes para o guarda-roupa;
  • Marcar com esparadrapo as medidas;
  • Tirar fotos e visualizar como o móvel ficaria no local e quanto de espaço seria utilizado.

Dessa forma, as marcações ajudam a entender o tamanho exato do guarda-roupa e como será a disposição após a compra.

Outra sugestão é utilizar programas de decoração e montagem de ambientes como o simulador da Henn, que oferece autonomia para o usuário dispor os móveis de acordo com suas ideias, apresentando uma escala que pode ser convertida em medidas reais.

2- Pesquise em meios variados

Após entender qual a altura, largura e comprimento ideais para a instalação no cômodo, é hora de focar na pesquisa!

Para isso, o interessante é mesclar as formas de pesquisa, focando tanto na busca online quanto nas visitas à lojas físicas. Ambas as formas podem apresentar benefícios diversos, portanto, o complemento pode ser interessante. Confira algumas vantagens de ambas as buscas:

Pesquisa online

  • Melhor visualização da variedade de modelos (em lojas físicas existem chances dos produtos não estarem expostos);
  • Preço diferenciado de acordo com a loja;
  • Possibilidades em formas de pagamento;
  • Detalhamento na descrição do produto.

Busca em lojas físicas

  • Possível contato com o produto, verificando sua matéria-prima, textura, cor etc.;
  • Acordos relacionados ao preço e forma de pagamento definidos diretamente com o vendedor;
  • Direcionamento em relação aos serviços de apoio, como instalação e transporte.

Ambas as opções são complementares e, dessa forma, devem ser exploradas no momento de busca.

Outra dica além de procurar nos ambientes físicos e digitais é pesquisar em sites de busca quais os locais que são confiáveis e quais possuem problemas com entregas, pagamento ou mesmo qualidade final. Além disso, vale a pena perguntar para colegas e familiares se conhecem as lojas e quais as opiniões sobre, gerando maior segurança para a compra.

Essa garantia ajuda a realizar pesquisas certeiras e evita perda de tempo ou mesmo aquisições de baixa qualidade.

3- Separe modelos adequados

Para que a busca para escolher guarda-roupa seja relevante, outra dica é separar e filtrar as pesquisas de acordo com o tamanho necessário, quantidade de portas, gavetas e detalhes adicionais.

Esses modelos podem variar em muitas características, assim, é importante verificar itens básicos do guarda-roupa, como:

Quantidade de gavetas e prateleiras

Ambiente de quarto com guarda-roupa, cama e cômodaPara começar, o armário deve ter uma quantidade de gavetas e prateleiras que sejam adequadas ao dia a dia.

Essas divisórias são ideais para guardar roupas mais pesada ou de inverno dobradas, peças delicadas e em maior quantidade como roupas íntimas ou mesmo itens como jogo de cama ou toalhas de banho.

Assim, é importante considerar a quantidade de itens nesse tipo que são usados no dia a dia e em maior período, como semanalmente ou mensalmente. Essa análise ajudará a entender quantas prateleiras e gavetas compensam, ajudando a organizar os itens. 

Cabideiros para tipos de roupas

Leia também: Limpeza pesada: como limpar o guarda-roupa em passos simplesOs cabideiros ajudam a deixar peças de roupas esticadas e com maior facilidade de acesso. Assim, é comum comportar camisetas, blusas, camisas, vestidos ou mesmo calças em compartimentos menores.

Dependendo da quantidade de peças desse tipo, é interessante comprar um guarda-roupa com mais de um cabideiro ou com o item em modelo mais amplo, evitando acumular peças ou amassar roupas.

Tipos de portas e aberturas

Ambiente de quarto com guarda-roupa branco e cama.Mesmo sendo um assunto de menor busca, os tipos de portas podem ser escolhidos no momento de pesquisa, focando principalmente em modelos que abrem para fora ou portas que deslizam.

Um detalhe é que a segunda opção garante maior aproveitamento do local, afinal, não exige espaço na frente do armário para sua abertura.

Itens adicionais

Por fim, os modelos atuais vão além de prateleiras, gavetas e cabideiros, oferecendo itens como:

  • Sapateiras;
  • Ganchos para lenços e acessórios;
  • Gavetas com divisórias internas;
  • Espelhos internos e/ou externos que podem ser instalados tanto nas portas quanto nas laterais.

Se esses itens forem essenciais, é interessante fazerem parte da pesquisa, oferecendo maior praticidade e conforto durante o uso.

4- Pense no uso diário para escolher guarda-roupa

A dica 3 é relacionada com este item. Para que o guarda-roupa seja adequado aos usos do dia a dia, o modelo deve ser escolhido de acordo com as necessidades.

Se as pessoas que usarão o móvel possuem muitos vestidos ou camisas, os cabideiros devem ser priorizados, se há muitas roupas de cama, o ideal é ver modelos com prateleiras maiores.

Para isso, basta observar o dia a dia e entender qual estilo de roupa é mais utilizado e, dessa forma, escolher o guarda-roupa que sane as necessidades da rotina, garantindo maior praticidade e acesso para todos.

5- Equilibre as cores

Além das características de composição, o guarda-roupa deve combinar com o ambiente e tornar-se um item que faz diferença na decoração. Dessa forma, há abertura para procurar modelos que agradem o gosto pessoal e combine com o quarto, partindo de detalhes como:

Escolha da tonalidade

Ambiente de quarto com guarda-roupa, cômoda e cama.Mesmo que muitos móveis tenham tendência de serem comercializados com tons neutros como branco, bege, marrom claro e escuro, existem opções diferenciadas que misturam os pigmentos e apresentam detalhes em outras cores, por exemplo no puxador da porta. Essas opções podem combinar com a tonalidade predominante na decoração do quarto e complementar o ambiente.

Além disso, os modelos mais comuns também podem combinar com as cores do local. Armários brancos combinam tanto com tons claros quanto escuros, armários marrons combinam com tons terrosos e armários com detalhes em prata ou dourado podem combinar com detalhes de outros cômodos.

Combinação com outros itens do quarto

cômoda com gavetasEssa combinação com outros móveis pode ser direcionada para itens maiores, como cômodas, penteadeiras e sapateiras.

Para isso, é importante escolher o guarda-roupa com a mesma cor ou tonalidades que combinam, detalhes parecidos e mesmo detalhes no formato que fazem diferença como tipo de puxadores, acabamento arredondado ou reto e possíveis desenhos nas portas e laterais.

Todos esses pontos são relacionados à decoração e composição do local e também ajudam a manter um ambiente visualmente confortável.

6- Priorize a qualidade final

Um último ponto para escolher o guarda-roupa é a qualidade do material. Há modelos em madeira maciça, MDP, MDF e outras matérias-primas que precisam ser pesquisadas antes de finalizar a compra.

Como cada material interfere no preço e normalmente o objetivo é que o produto dure alguns anos, é ideal entender quais as diferenças na composição e como isso afeta o produto, como os armários da Móveis Henn, que oferecem qualidade, design e um ótimo custo-benefício.

Para isso, é possível pesquisar online, consultar o vendedor ou mesmo conversar com profissionais sobre o assunto, assegurando um uso prolongado.

Todas essas informações são ótimos pontos de partida para escolher o guarda-roupa ideal. Assim, é importante se programar para que cada etapa seja feita com foco, garantindo uma escolha perfeita!

Para não perder tempo, clique aqui e confira as opções de guarda-roupas Henn!

Compartilhe
com seus amigos

Deixe seu comentário

Selecione o assunto de
seu interesse!

Quer receber dicas e novidades da Henn?