Blog - Ideias do seu jeito
Como organizar o guarda-roupas infantil
26 Mar

Como organizar o guarda-roupas infantil

Com as crianças crescendo e as compras de roupa infantil tornando-se mais e mais constantes, muitas mães e pais chegam ao dilema sobre como organizar o guarda-roupas infantil da melhor forma possível, evitando bagunças, sensação de um ambiente lotado e dificuldade para o dia a dia.

Além dessa necessidade a partir do crescimento dos filhos, também há o entusiasmo ao escolher peças diferentes e bonitas para os pequenos e a diversidade que deve existir no guarda-roupa, considerando períodos de frio, calor, férias, eventos mais formais e a rotina escolar.

Assim, o ideal é partir de algumas dicas sobre como organizar o guarda-roupas da melhor maneira possível. Confira alguns pontos importantes e otimize essa atividade, garantindo um ambiente agradável e prático tanto para os pais quanto para os pequenos!

1- Móveis estratégicos

Para começar, é bom pensar em móveis que ajudem a organizar as roupas, com divisórias internas, prateleiras separadoras, gavetas, cabideiros e outros detalhes relevantes para a praticidade e melhor organização.

Como exemplo, é possível pensar em alguns principais itens, como:

Guarda-roupas com divisórias

Os armários são peças fundamentais para organizar as roupas infantis. Dentre eles, é interessante optar por guarda-roupas de 2, 3 ou 4 portas, podendo ser peças modulares, com um ou dois cabideiros, prateleiras e gavetas.

Quanto mais divisões estratégicas no móvel, maiores as possibilidades de organizar as roupas, garantindo que cada categoria permaneça em um local. Além disso, há itens pensados em tal organização ou mesmo na praticidade e equilíbrio para o ambiente, como exemplo de portas corrediças.

Cabideiros e organizadores

Cabideiros são boas opções de produtos abertos para pendurar roupas ou mantê-las com fácil acesso, sem ter que encher demais o móvel principal. Uma dica é usá-las para itens de rotina, como uniformes escolares ou roupas para brincar, tornando a rotina mais prática.

Cômodas

As cômodas são ótimas opções para complementar armários e araras de roupa, elas guardam as roupas dobradinhas e sem amassar. Muitas pessoas optam por guardar roupas de inverno e íntimas na cômoda, deixando as de uso menos corriqueiro nas gavetas debaixo.

Todos esses móveis podem ser utilizados da forma mais prática possível e combinados entre si, o importante é escolher produtos de qualidade, com base para ajudar a organizar as roupas e que sirva de apoio para as necessidades rotineiras.

2- Categorização das roupas

Com os móveis comprados, é hora de começar a pensar nas roupas em si. Aqui, a mamãe e o papai podem escolher alguns métodos de organização de acordo com a praticidade e familiaridade, sendo os mais interessantes:

Tamanho

Organizar as roupas por tamanho ajuda a aproveitar as peças de acordo com o crescimento do pequeno. Aquela calça ou agasalho que estão “certinhos”, ainda novos e ficarão pequenos em alguns meses podem ser colocados na frente ou em uma divisória específica do guarda-roupa, lugar fácil de ver e pegar.

Leia também: 05 erros comuns de organização em sua casaUso rotineiro

As roupas do dia a dia podem ajudar mamães, papais e crianças a se arrumarem mais rápido e com combinações adequadas, evitando usar peças mais novas ou desgastar as que possam ser usadas em eventos mais formais.

Além disso, aqui inclui-se tanto roupas para ficar em casa e brincar quanto uniforme escolar, ajudando a manter uma rotina saudável antes do horário das aulas.

Estação do ano

Muitos pais optam pela organização do guarda-roupas infantil e demais objetos com base nas estações do ano. Aqui, é possível seguir duas opções:

  • Organizar os móveis sempre que mudar de estação e, assim, deixar as roupas de uso frequente mais acessíveis;
  • Organizar de acordo com a permanência das estações, ou seja, se há maior período de calor, manter as roupas fresquinhas mais acessíveis e as roupas de inverno em locais mais isolados, mesmo quando há dias mais frios.

Essa escolha depende muito da necessidade durante o ano e da avaliação dos pais, porém, é relevante pensar na melhor opção para não esquecer a quantidade e variedade de peças que existem, usando apenas as mesmas e desperdiçando itens novos.

Organizadores

Os organizadores ajudam muito na divisão de gavetas ou prateleiras em armários, podendo ser de plástico ou de pano. Com eles, as mamães podem organizar as roupas por tipo, condição e/ou cores, ou seja, usar um organizador para camisetas, outro para meias e cuecas ou calcinhas, outro para shorts e outro para vestidos.

Após, é possível dobrar ou enrolar as roupas e categorizá-las pela coloração ou separando roupas mais novas e mais velhas, ajudando a visualizar todos os itens e encontrá-los facilmente.

3 - Separação dos sapatos

Ao organizar guarda-roupas muitas famílias lidam, também, com a organização dos sapatos, evitando dores de cabeça ao encontrá-los espalhados pela casa ou com o par desaparecido.

Para isso, existem as sapateiras! Um agradável móvel pensado na comodidade e otimização de espaço. A dica aqui é retirar os calçados das caixas e manter um padrão na disposição, sem sem gerar pilhas ou uma bagunça escondida. Cada tênis, sandália ou chinelo merece seu espaço, pra onde ele volta descansar depois de limpo.


4 - Identificação

Por fim, ao escolher o uso das gavetas, organizadores, prateleiras e demais móveis, uma dica fundamental é optar pela identificação de cada parte, ajudando a lembrar onde está cada tipo de roupa e, ainda, servindo de estímulo para manter o guarda-roupas organizado, evitando mudar as categorias.

Para isso, é possível usar etiquetas brancas e escrever as categorias ou optar por algo mais lúdico, como desenhos e formatos das peças, incentivando também a criança a ajudar.

5 - Roupas sujas

As roupas sujas não precisam ser categorizadas ou separadas, porém, um cesto de roupas colorido, com formato de bichinho ou mesmo com estampas pode estimular a criança a ajudar nesse processo e começar a ter algumas responsabilidades, além de contribuir com a organização do lar.

Todos esses pontos ajudam a organizar guarda-roupas infantil e demais móveis destinados para isso. Porém, vale lembrar que cada estratégia deve ser pensada de acordo com o dia a dia da família e rotina da criança, sendo adaptadas até a forma ideal para a qualidade de vida de todos.

Assim, é interessante testar esses pontos e encontrar os principais métodos funcionais para organizar guarda-roupas infantil, melhorando a rotina das mamães, papais e pequenos.

Gostou das dicas? Inscreva-se em nossa newsletter aqui do lado, para receber conteúdos tão interessante quanto esses!

Compartilhe
com seus amigos

Deixe seu comentário

Quer receber dicas e novidades da Henn?