Blog - Ideias do seu jeito
Guarda-roupas: um móvel que carrega histórias!
07 Set

Guarda-roupas: um móvel que carrega histórias!

Armário, closet, guarda-roupas, roupeiro… independentemente do nome atribuído, esse móvel é presente em muitos quartos, ajudando a organizar roupas, itens de cama e banho ou mesmo sapatos.

Porém, antes de ser comumente usado para roupas, o armário possuia funções muito diferentes das atuais, assim como as peças eram direcionadas para outros meios de armazenagem. A história do guarda-roupas acompanha séculos de reestruturação, design e mudanças práticas, resultando nos itens que estamos acostumados a encontrar nas casa, lojas ou mesmo empresas.

Para saber mais sobre a história do guarda-roupas, continue lendo este artigo e entenda mais sobre o móvel!

O guarda-roupas do século IX

Antes dos armários serem usados como organizadores de roupas, as peças eram guardadas em baús e caixotes na horizontal, sendo que muitas roupas ficavam misturadas e em ambiente sem circulação de ar.

Apenas no século IX que os primeiros armários verticais começaram a ser lançados, sempre confeccionados de madeira maciça. Porém, todos tinham a finalidade de proteger os armamentos e guardar itens relacionados, por isso o nome de “armário”.

O uso como suporte para roupas deu-se apenas no fim do século X, com armários extremamente bem trabalhados feitos de mogno. Além disso, o nome “guarda-roupas” foi definido com base a um cargo honorífico usado na corte do Brasil e Portugal, uma posição de apoio aos reis e familiares.

Tipos de armários nos dias de hoje

Depois da popularização do guarda-roupas, muitos modelos começaram a ser estruturados com designs diferentes e montagens variadas. Assim, alguns tipos ficaram mais conhecidos por seu estilo, praticidade e detalhes que chamam atenção, consagrando o móvel.

Confira alguns tipos de armário que fazem a diferença em todo quarto ou closet:

Guarda-roupas clássico

O item clássico é aquele com grandes portas verticais, maleiros internos ou externos e gavetas. Geralmente suas portas abrem para frente e podem ser divididas entre 4 ou 6 partes, com possíveis prateleiras internas e cabideiros.

Armário com portas deslizantes

O roupeiro com portas deslizantes surgiu como possibilidade de móvel para espaços menores ou mais modernos. Ao invés das portas abrirem para frente, elas deslizam lateralmente, o que possibilita melhor aproveitamento do espaço do quarto.

Essas portas podem ser divididas em 2 ou 3, ajudando a montar um guarda-roupas completo e bem estruturado.

Independentemente do modelo, ainda há outras formas de personalização da peça, como a combinação de matérias-primas. No início, os armários eram feitos apenas de mogno, porém, atualmente além de usar madeira maciça é possível combinar MDF, MDP e detalhes em alumínio como cabideiros e gaveteiros.

Em conjunto com essas bases de confecção, muitos armários equilibram a madeira com partes espelhadas, como portas com espelho de corpo inteiro ou pequenas partes internas.

Além disso, essas peças podem ser combinadas com outros móveis do quarto como cômodas, sapateiras, araras de roupa e módulos, considerando suas matérias-primas, cores e estrutura e criando homogeneidade nos tons do ambiente.

Outra possibilidade é usar o armário como móvel de destaque. Uma peça branca, por exemplo, pode ser combinada com móveis coloridos ou em tons pastéis, resultando em maior exposição da peça.

Tanto as possibilidades de combinações quanto a variedade de móveis são pontos fortes da Henn, que oferece linhas como a Murano, Viena, Cancun e outras opções. Para conferir outros guarda-roupas e possibilidades, basta entrar no site e navegar pelos modelos da Henn. Aproveite para explorar e encontrar o que melhor se encaixa no seu ambiente!

Compartilhe
com seus amigos

Deixe seu comentário

Quer receber dicas e novidades da Henn?