Blog - Ideias do seu jeito
Estratégias de marketing no ponto de venda para lojas de móveis
05 Mar

Estratégias de marketing no ponto de venda para lojas de móveis

Tanto para o setor moveleiro quanto para segmentos de vendas de roupas, acessórios, cosméticos ou produtos de uso geral, o PDV (Ponto de Venda) é uma necessidade real, usado para apresentar os produtos e conectá-los com o cliente, melhorando as chances de venda e de atração.

Para que o ponto de venda gere resultados e, além de apresentar o produto, atinja o público-alvo, traduza a imagem da empresa e aumente as vendas, o marketing no ponto de venda é muito necessário.

Para entender como elaborar uma boa estratégia de marketing no ponto de venda e quais pontos devem ser de maior atenção, confira algumas informações importantes para um PDV assertivo!

1. Planeje pensando no público-alvo

O primeiro passo é pensar no ponto de venda ideal, a partir do público que deseja atingir, dos produtos oferecidos, missão da empresa e imagem que deseja passar ao consumidor.

Para isso, é necessário focar em um estudo amplo, identificando os possíveis locais que o público-alvo frequenta, como o ambiente deve ser preparado, como a concorrência age, quais os focos no PDV e como devem ser divididas as etapas.

Além disso, é positivo pontuar metas de curto, médio e longo prazo, garantindo sucesso e crescimento gradual da loja e empresa.

2. Monte o ambiente ideal

Leia também: 3 dicas arrasadoras para sua loja de móveis vender mais no FacebookApós o planejamento, é hora de estruturar o ambiente ideal para seu público, considerando que um dos focos do marketing no ponto de venda é atração do cliente, oferecimento de ótima experiência no momento da compra e decisão final.

Assim, é necessário montar o local pensando no cliente, considerando posicionamento dos produtos de destaque, divisão dos itens, materiais de apoio e design externo, fazendo com que a decoração do local ajude na atração.

3. Crie experiências sensoriais

Uma das tendências no marketing no ponto de venda que está atraindo cada vez mais clientes é a montagem sensorial, ou seja, a criação de ambientes que combinem boas experiências visuais, táteis, com odores ou mesmo sons, ajudando o consumidor a imergir na proposta da empresa e se encantar pelo produto.

O tato pode ser explorado se o item já estiver ao alcance das pessoas, ou se houver texturas diferentes em amostra. O olfato pode ser estimulado pelo cheiro do ambiente, que pode representar o produto ou apenas o acolhimento do local. O paladar pode ser motivado pela degustação de produtos ou mesmo com ofertas da loja em si, como degustação de cafés ou sucos para o cliente.

4. Alinhe expectativas com a equipe

Por fim, o marketing no ponto de venda deve ser mantido e adaptado de acordo com o fluxo de vendas, alterações, propostas da empresa e demandas dos clientes.

Assim, a empresa deve alinhar suas expectativas com a equipe e garantir que o atendimento seja compatível com o local. Com uma equipe treinada e o ponto de vendas montado de forma atrativa, é mais certeira a boa experiência do cliente, garantindo a compra, a máxima avaliação e contato pós-venda.

Todas essas dicas podem ser adequadas de acordo com o nicho e objetivos do negócio, basta planejamento, informação, testes e estudos até garantir a melhor forma de introduzir o marketing no ponto de venda.

Compartilhe
com seus amigos

Deixe seu comentário
O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer receber dicas e novidades da Henn?